Oficinas e Atividades de Outubro na AJI

(fotos: Joséia Martins, Ana Claudia Souza e Itacir Pastore)

No mês de outubro a AJI colocou a mão na massa: foram diversas oficinas e atividades registradas em fotografias.

Aula inaugural de Informática

Apresentação dos trabalhos da Aji naUNEI – Laranja Doce, Dourados

Oficina de Histórias em Quadrinhos (com lanche!!!)

Mutirão para construção de cerca viva (dia 1)

Oficina de Informática

Mutirão para construção de cerca viva (dia 2) Apresentação do documentário Martírio Oficina de Capoeira

Oficina de Quadrinhos

Oficina de Bolos com Dona Marli

Pintando a Cerca

Oficina de Capoeira e construção de berimbaus

Oficina de Informática

Oficina de Capoeira de Quadrinhos

Falta água na aldeia!!!

Uma problemática história que é recorrente na Reserva Indígena de Dourados que caracteriza um desprezo tanto do estado quanto do município e dos órgãos responsáveis pelo saneamento básico da mesma.
Mesmo estando muito próximo a cidade, somente a 5 km, a RDI não tem o que lhe é de direito constitucional, além disso, o respeito aos Direitos Indígenas. De acordo com acadêmico de Direito Gilmar Rios, isto é uma violação dos Direitos `a vida, da sobrevivência digna e portanto uma clara violação aos Direito Fundamentais, onde chegamos!!!!!!!!!
Estamos sem água, algo novamente, uma vergonha, pois ameaça a saúde da população indígena, ou seja a nossa saúde…..Que situacão. 
Mais de 100 famílias estão com as torneiras sêcas, familiares estão recorendo a córregos, açudes de criação de peixe. A água tirada destes locais são usadas para lavar  roupas e louças além dos desejos de lixo. Já que não ocorre a coleta de lixo dentro da mesma.
Temos uma situação grave de saúde pública…onde querem nos levar? Ao extermínio?
Nos respondam autoridades responsáveis!

Oficinas e Atividades de Setembro na AJI

(fotos: Joséia Martins, Ana Claudia Souza e Itacir Pastore)

Oficina de Capoeira


Oficina de Instrumentos Artesanais
Oficineiros Bruna Furacão e Edgar Pererê

 


Cuidando das Plantas Medicinais


Oficina de Histórias em Quadrinhos


Oficina de Sabão Líquido

Jovens da Escola Castro Alves e da AJI participam de palestra sobre Direitos Humanos, Juventudes e Sociedades (nte dourados)

29.08.2017 - Zélia Cordeiro (via NTE Dourados)

Dourados (MS) – Jovens dos 9ºs anos da Escola Estadual Castro Alves, localizada no município de Dourados (MS), e jovens da AJI (Ação dos Jovens Indígenas de Dourados/MS) participaram, no dia 24 de agosto, da palestra “Direitos Humanos e o Lugar dos Jovens”, ministrada pela professora Ana Cláudia de Souza, membro da AJI e responsável por oficinas de fotografia e pela antropóloga Drª. Maria de Lourdes Beldi de Alcântara, pesquisadora e consultora – International Work Group for Indigenous Affairs (IWGIA) -, coordenadora do Grupo de Apoio aos Jovens Indígenas do Mato Grosso do Sul – AJI/GAPK, professora da disciplina Antropologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; observadora e consultora do fórum Permanente das Questões Indígenas da ONU.

A palestra faz parte do Ciclo de Debates: Juventudes, Sociedades e Histórias, organizado pela equipe pedagógica da unidade escolar, e coordenado pelas professoras Simone Anselmo Girão (Mestre em História Regional), Susana Spanivello Barbosa (Especialista em Antropologia e História dos Povos Indígenas) e Rosa Santos de Lima (Especialista em Educação Infantil) da área de História; e pela professora Eliane Martinez Arrevalos (Especialista em Língua Espanhola e Literatura) da área da Língua Portuguesa.

O Ciclo de Debates tem como objetivo possibilitar reflexões acerca das juventudes, dos grupos sociais e das histórias que fazem parte do contexto de formação do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como, promover momentos de diálogos entre os jovens, e entre os jovens e os seus formadores sobre as temáticas relacionadas às questões étnicos raciais e interculturais.

Ati Kuña – 4ª Assembléia das Mulheres Guarani-Kaiowá

O primeiro Aty Kuña aconteceu em 2006 em Nhanderu Marangatu, município de Antonio João-MS. Hoje com 11 anos de organização já temos a data marcada para o próximo encontro. O 4° Aty Kuña, a Grande Assembléia das Mulheres Guarani Kaiowá será nos dias 18 a 22 de setembro de 2017 em Kurussu Amba, município de Coronel Sapucaia no estado de Mato Grosso Do Sul. O encontro tem como principal objetivo discutir os Direitos de nós Mulheres Indígenas do Cone Sul de Mato Grosso do Sul, sendo o nosso principal espaço de voz e diagnóstico da realidade que as mulheres Kaiowa e Guarani vivem em seu cotidiano. Fomos expulsos de nossos territórios tradicionais desde a década de 1920, onde fomos colocadas em Reservas Indígenas, com espaço limitado e em confinamento, e hoje lutamos incansavelmente para ter de volta nossos Tekohas, isso gera conflitos intensos com o latifúndio em Mato Grosso Do Sul e com o governo federal que vem privando todos os nossos direitos indígenas, principalmente a Demarcação de nossas terras.

É com muita honra que viemos por meio desta convidar você para estar conosco nestes dias aqui em nosso Tekoha (Terra tradicional) Kurrusu Amba – MS, será muito rico e proveitoso para nós e para o fortalecimento de nossa luta.

Fique atualizado/a seguindo o evento no Facebook (www.facebook.com/atykuna2017)

ENQUANTO HOUVER O SOM DO MBARAKÁ E DO TAKUAPU, VAI TER LUTA.

DEMARCAÇÃO JÁ!

CONSELHO DA ATY KUÑA
E-mail: atykunakuera@gmail.com
Kuña Aranduhá (67)99910-1750
Kuña Poty Rendyju (67) 99841-4185