Oficinas e Atividades de Outubro na AJI

(fotos: Joséia Martins, Ana Claudia Souza e Itacir Pastore)

No mês de outubro a AJI colocou a mão na massa: foram diversas oficinas e atividades registradas em fotografias.

Aula inaugural de Informática

Apresentação dos trabalhos da Aji naUNEI – Laranja Doce, Dourados

Oficina de Histórias em Quadrinhos (com lanche!!!)

Mutirão para construção de cerca viva (dia 1)

Oficina de Informática

Mutirão para construção de cerca viva (dia 2) Apresentação do documentário Martírio Oficina de Capoeira

Oficina de Quadrinhos

Oficina de Bolos com Dona Marli

Pintando a Cerca

Oficina de Capoeira e construção de berimbaus

Oficina de Informática

Oficina de Capoeira de Quadrinhos

Oficinas e Atividades de Setembro na AJI

(fotos: Joséia Martins, Ana Claudia Souza e Itacir Pastore)

Oficina de Capoeira


Oficina de Instrumentos Artesanais
Oficineiros Bruna Furacão e Edgar Pererê

 


Cuidando das Plantas Medicinais


Oficina de Histórias em Quadrinhos


Oficina de Sabão Líquido

Jovens da Escola Castro Alves e da AJI participam de palestra sobre Direitos Humanos, Juventudes e Sociedades (nte dourados)

29.08.2017 - Zélia Cordeiro (via NTE Dourados)

Dourados (MS) – Jovens dos 9ºs anos da Escola Estadual Castro Alves, localizada no município de Dourados (MS), e jovens da AJI (Ação dos Jovens Indígenas de Dourados/MS) participaram, no dia 24 de agosto, da palestra “Direitos Humanos e o Lugar dos Jovens”, ministrada pela professora Ana Cláudia de Souza, membro da AJI e responsável por oficinas de fotografia e pela antropóloga Drª. Maria de Lourdes Beldi de Alcântara, pesquisadora e consultora – International Work Group for Indigenous Affairs (IWGIA) -, coordenadora do Grupo de Apoio aos Jovens Indígenas do Mato Grosso do Sul – AJI/GAPK, professora da disciplina Antropologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; observadora e consultora do fórum Permanente das Questões Indígenas da ONU.

A palestra faz parte do Ciclo de Debates: Juventudes, Sociedades e Histórias, organizado pela equipe pedagógica da unidade escolar, e coordenado pelas professoras Simone Anselmo Girão (Mestre em História Regional), Susana Spanivello Barbosa (Especialista em Antropologia e História dos Povos Indígenas) e Rosa Santos de Lima (Especialista em Educação Infantil) da área de História; e pela professora Eliane Martinez Arrevalos (Especialista em Língua Espanhola e Literatura) da área da Língua Portuguesa.

O Ciclo de Debates tem como objetivo possibilitar reflexões acerca das juventudes, dos grupos sociais e das histórias que fazem parte do contexto de formação do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como, promover momentos de diálogos entre os jovens, e entre os jovens e os seus formadores sobre as temáticas relacionadas às questões étnicos raciais e interculturais.

Lenda indígena sobre Iara ganha versão em quadrinhos

São Paulo – A lenda da Iara ganhou uma versãoem quadrinhos. A EditoraNemo lançou o livro ‘A Iara: Uma lenda indígena em quadrinhos’ (56 páginas, R$ 42), escrito e desenhado pelo pernambucano Silvino.

O álbum traz uma história de amor e terror, inspirada nas narrativas indígenas brasileiras. A versão em quadrinhos reúne um traço moderno e uma história tradicional, abordando um tema ao mesmo tempo muito brasileiro e bastante universal.

Com um acabamento cuidadoso e linguagem atual, o livro traz a lenda dos povos indígenas de uma forma dinâmica.